Pesquisar este blog

terça-feira, 8 de julho de 2008

Não procure



Eu encontrei-a quando não quis
Mais procurar o meu amor
E o quanto levou foi pra eu merecer
Antes um mês e eu já não sei
E até quem me vê lendo jornal
Na fila do pão sabe que eu te encontrei

E ninguem dirá
Que é tarde demais
Que é tão diferente assim
Do nosso amor
A gente é que sabe, pequena
Ah, vai

Me diz o que é o sufoco que eu te mostro alguém
A fim de te acompanhar
E se o caso for de ir à praia
Eu levo essa casa numa sacola

Eu encontrei-a e quis duvidar
Tanto clichê
Deve não ser
Você me falou
Pra eu não me preocupar
Ter fé e ver coragem no amor
Coragem no amor

E só de te ver
Eu penso em trocar
A minha tv num jeito de te levar
A qualquer lugar
Que voce queira
E ir onde o vento for
Que pra nos dois
Sair de casa ja é
Se aventurar
Ah, vai

Me diz o que é o sossego que eu te mostro alguém
A fim de te acompanhar
E se o tempo for te levar eu sigo essa hora
Eu pego carona
Pra te acompanhar

Um comentário:

  1. Uma eternaaaaaaa apaixonada essa minha amiga ... vc nasceu na época errada eu acho ... deveria ter nascido na época da ditadura, vc tem cara que seria uma daquelas pessoas q estaria na frente das manifestações, defendendo seus ideias ... ouuu yesss !! hahahahahah Tá não tem nada a ver com a música mas tem a ver com vc :D
    E como fui ameaçada a escrever mais q cinco linhas, cá estou!
    Quem seria essa pessoa que vc trocaria pela TV ?! ãh ?!
    Deve ser importante, pq a TV ... ahhh a TV ... diziam que seria só mais um eletrodoméstico em nossas vidaass ...

    ResponderExcluir

Sua opinião me interessa. Comente!