Pesquisar este blog

quinta-feira, 27 de abril de 2017

O átimo

Foi ali
Entre as rochas, os galhos e a chuva
Entre os anjos, os arcanjos e as forças obscuras
Me despiu violentamente com os olhos

Me atingiu
Paralisou, desconcertou, acendeu
Obrigou-me a conter a alma, impetuosa, que saía
Querendo mais, sabendo menos, ficando pouco, sentindo

Forte
Feito a miragem que, ao surgir de repente, te emudece
Feito a água que, ao vir do alto, rasga, fere
Feito o céu que, rarefeito e onipresente, te persegue.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião me interessa. Comente!