Pesquisar este blog

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Não, eu não sou feliz.

E nenhum argumento seu vai me convencer do contrário.

Não me venha com o velho clichê "você tem tudo", por favor.
Nem com a porra da merda da expressão "menina mimada"!

Sim, senhor, eu tenho tudo. Sim, senhor, eu tenho uma família linda que me ama, vários amigos e faço faculdade. Não, senhor, eu não moro numa favela. Não, senhor, eu não sei o que é acordar em meio a um tiroteio, nem sei o que é ficar sem ter o que comer durante três dias.

Agora, isso definitivamente NÃOOOOOOOOOOOOOO me tira o direito de expressar minha tristeza, minha indignação e meu cansaço!!! POUPE-MEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE(caralho!!!), dessa merda de obrigação de esconder meu sofrimento só porque EU NÃO SOFRO MAIS DO QUE OUTRAS PESSOAS!!!!!!!!!!!!!!!

É VOCÊ, sociedade HIPÓCRITA, materializada através de VOCÊÊÊÊÊ, MALDITO LEITOR DO MEU BLOG!, e um bando de outros idiotas, inclusive eu, que me dá asco. Porque todo mundo sabe que a culpa de haver fome no mundo é nossa... a culpa de o Brasil ser essa bosta, é nossa!, a culpa de haver tanta violência, É NOSSA. Sim, comeram a porra da maçã da serpente ridícula e agora a gente nasce assim, predestinado. Predestinado a ser rico. Predestinado a ser pobre. Predestinado a ter de assumir a culpa. A culpa herdada da porra dos nossos antepassados, que comeram a infeliz da maçã envenenada.

Tudo bem. Mas será que a gente, no lugar deles, também não teria comido a vermeinha fiadamãe?! É... é isso que nos prende à culpa: a dúvida!

Agora, você que já teve a oportunidade de ir a países de primeiro mundo, como o Canadá, por exemplo. Analise comigo: eles também carregam essa culpa que nós, desgraçados brasileiros, carregamos? Eles têm vergonha de ter dinheiro? Eles têm vergonha de ser infelizes, quando têm tudo para não o ser, e são? Não. Porque lá, todo mundo é igual. Não tem pobre, não tem rico, todo mundo é mediano. Todos são classe média alta, mermão. O governo provê todos os apetrechos que você necessita para manter sua saúde, para se deslocar, para estudar. Há empregos para todos. Então, onde é que NÓS erramos? Onde é que nós tivemos azar nisso tudo?
Terá sido quando Pedro Álvares Cabral atracou aqui? Não poderia ter rumado mais para o sul, quem sabe, Colombo???
Ou não. Nenhuma das alternativas: a culpa disso tudo é que enviaram às nossas terras apenas as prostitutas e os marginais... fomos criados pelos restos da sociedade e, por isso, não soubemos lutar pelos nossos direitos, pela nossa terra e nossas riquezas, ao contrário dos americanos, aqueles bostas?

Se esse tróço aqui foi criado para imortais como eu, que não sabem escrever, terem uma oportunidade de se expôr ao ridículo, então eu vou fazer bom uso.
O que me anda deixando pra baixo nos últimos dias é uma angústia muito grande gerada pela incapacidade de manifestação impositiva em relação aos meus pais.
Achou bobagem? Achou mesquinhez? Achou "coisa de patricinha mimada"? Pare de ler e vá fumar maconha com o resto da sua turma de pseudoperfeitinhos.

O que eu mais queria agora era conseguir um emprego bom, que pagasse minha moradia - nem que fosse dividida com mais cinco, meu estudo (pra eu poder um dia morar sem esses outros cinco), e uma feijoadinha, sábado sim, sábado não...

Sei lá se é crise temporária por superdosagem de casa de pai e mãe, quando se mora fora. Sei lá, às vezes é infantilidade mesmo, ou quem sabe energia sobrando pra protestar contra o governo e que, por falta de iniciativa, ou incentivo, é desviada a assuntos fúteis... O que importa é que eu sentei aqui muito irritada, como vocês puderam perceber, e agora estou bem mais calma.

Obrigada.

6 comentários:

  1. Caraca, quanta indignação hein patricinha kkkkkkkkkkkkkkk digamos que eu nao esteja com a mesma inspiração que a tua e nem com o mesmo tempo óscio, mas em partes teu desabafo faz sentido, afinal a culpa de todas as merdas que vem acontecendo nesta merda de pais É NOSSA e ponto. Os brasileiros de hoje não são mais os mesmos que viveram nas decadas de 50, 60, 70 ... aqueles sim lutavam por um ideal, ou pelo menos tentavam ... nós somente conseguimos colocar a bundona na cadeira na frente do pc e reclamar, falar que a culpa é do lulu, que a culpa é daquele deputado, daquele governador .. mas quem é que elegeu eles ??? NÓS
    Então, voltamos ao início ... somos sim culpados por tanta vergonha que passamos com nosso país diante do prisma mundial !!!
    Mas somos brasileiros e não "desistimos" nunca rsss
    abraaaçooo e um beijo na bunda gorda

    ResponderExcluir
  2. Não há felicidade.
    O que existe é ignorância ou resignação.
    E entre uma coisa e outra....ilusão.

    ResponderExcluir
  3. nuooooooooossa, as coisas andaram esquentando desde a ultima vez em que cá me atraquei, ehehehe. Entendo e compreendo toda a sua ira, isso significa crescimento interior(?!) - será mesmo, talvez seja uma desculpa para os que ousam contestar tamanha injustiça deste mundinho chamado brasil. De qualquer forma, não acho adequado uma senhorita como você, mesmo num espaço tão privado e reservado com seu blog (sim, acho que tds que aqui adentram, inclusive eu, acabam por invadir sua privacidade), sair dizendo tantas palavras de baixo calão, muito embora gritar um merda, porra e caralho de vez em quando não faz mal! E para concluir, acho que a independencia a qual tanto buscamos vem com o tempo, como uma série de coisas mais. De tempo ao tempo... como minha mãe gosta de dizer: "vc ainda é um bebê, aproveite", hehehe.
    Saudades enormes de você, moça "bunita".
    Beijos,
    Pedro.

    ResponderExcluir
  4. haha gostei =*
    Aristóteles já dizia que "sem angústia não existe sabedoria"

    então acho que você tá no caminho certo hehe

    ResponderExcluir

Sua opinião me interessa. Comente!