Pesquisar este blog

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O sofrimento e a poesia


Quem não verdadeiramente escreve, só escreve quando sofre. Só sabe transformar as palavras em melodias quando sente. Ou será que quem verdadeiramente escreve é porque mais vive? Ou percebe o mundo com mais intensidade? Seria este mais senhor/a de si? Seria menos?
Só sei que fazia tempo que eu não conseguia pousar sequer um traço neste espaço. Mas hoje eu precisava.

"Foi um momento
O em que pousaste
Sobre o meu braço
Num movimento
Mais de cansaço
Que pensamento,
A tua mão
E a retiraste.
Senti ou não?
...

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião me interessa. Comente!