Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

O certo e o errado

O ser humano é vulnerável e sofre muito em razão da sua ignorância. Esta, que consiste na culpa que sente por se cobrar constantemente pela definição e cumprimento do certo e do errado mas que, sendo estes relativos, não podem ser definidos. Sua definição é individual e baseada em crenças.
Uma mesma ideia é verdade absoluta em um momento e pode virar um erro enorme logo depois, dependendo da pessoa com quem se conversa, o filme que se vê ou o livro lido. A visão e versão dos fatos que o ser humano propõe ao outro é extremamente afetada pelo que vive e nutre durante a vida. Quando se passa a acreditar que algo é certo, tudo o que se vê parece concordar, reforçar e provar o fato. Já se algo influencia de forma diferente o sujeito, tornando-o cético, seja dois minutos ou dez anos depois, seja por qual motivo for - doloroso e marcante ou mesmo simples, todo o universo parecerá conspirar a provar o contrário do que antes se havia dito. E então, aquilo que outrora era defendido como verdade incontestável, passa a ser obviamente errado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião me interessa. Comente!