Pesquisar este blog

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Bahia

Abri os olhos. A cama era mais estreita do que de costume. Os lençóis brancos de aroma fresco davam a sensação de aconchego, mesmo fora de casa, e os mosquiteiros amarrados à estrutura ao redor da cama lembravam filmes de princesa que assistia na infância. Tudo era branco. E estava claro demais para dormir. Que horas seriam? A julgar pela intensidade de luz que entrava pelas fendas da janela, também de cor branca, havia perdido a manhã. Olhei para o lado e ela estava ali. Ainda dormia. Sorri por dentro, era incomum para mim acordar antes. Resolvi conferir o relógio: 6h15. Que maravilha, eu estava na Bahia. Virei para o outro lado e voltei a sonhar.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião me interessa. Comente!