Pesquisar este blog

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Anseios

Meu doido coração aonde vais,
No teu imenso anseio de liberdade?
Toma cautela com a realidade;
Meu pobre coração olha cais!

Deixa-te estar quietinho! Não amais
A doce quietação da soledade?
Tuas lindas quimeras irreais
Não valem o prazer duma saudade!

Tu chamas ao meu seio, negra prisão!…
Ai, vê lá bem, ó doido coração,
Não te deslumbre o brilho do luar!

Não ´stendas tuas asas para o longe…
Deixa-te estar quietinho, triste monge,
Na paz da tua cela, a soluçar!…

Florbela Espanca - Trocando olhares - 26/06/1916

Um comentário:

  1. um comentario do meu jeito seria: " coloca mais clipe? tenho preguiça de ler os textos"...mas é isso ae. Boa Sorte!

    AEUAHEhuaHEHUAHEA

    ResponderExcluir

Sua opinião me interessa. Comente!