Pesquisar este blog

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Cazuza ou Cora?

Saber viver

Não sei...
Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura...
Enquanto durar

Cora Coralina



Eu até quero crer nessas palavras da Cora Coralina. Eu quero amar sem limites, eu quero tocar o coração das pessoas, eu quero sentir a vida, quero que seja intensa, verdadeira.
"Saber viver": é como muitos chamam a união desses versos. Mas, tocar o coração das pessoas, é mesmo saber viver? Amar. O amor. Leva mesmo, sempre à pureza? Independente de quanto dure, o braço que envolve, o olhar que acaricia, o desejo que sacia, valem a pena?
Saber viver é muito mais do que simplesmente amar. Saber viver é saber quando amar e a quem amar. Porque, infelizmente, tocar o coração das pessoas envolve mais que apenas amor.
"Que as mentiras de amor não deixam cicatrizes". Deixam, sim, Maria Rita. Deixam, sim.


O mundo é um moinho
Ainda é cedo amor
Mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora da partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar
Preste atenção querida
Embora saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco a tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és
Ouça-me bem amor
Preste atenção,
o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões à pó.

Preste atenção querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás a beira do abismo
Abismo que cavaste com teus pés
Cazuza
E então, é Cazuza, ou é Cora?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião me interessa. Comente!