Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Hino Nacional Brasileiro - aos nossos filhos e netos.

Só ouviram em Brasília as frases tácitas
De um povo conformado irretumbante,
E o sol da impunidade, em solos lúbrigos,
Brilhou no céu da Pátria estagnante.
Se o penhor da desigualdade
Consentimos assistir com ócio forte,
Em teu seio, a impunidade,
Desafia o nosso peito à própria sorte!
Ó desamada, Idiotizada,
Salve! Salve!
Brasil, um pesadelo, um raio vívido
Desamor e desesperança à terra desce,
Se em teu formoso céu risonho e límpido,
A impunidade no Congresso resplandece.
Berrante é a nossa impotência,
De inércia forte, pávido colosso,
E o teu futuro espelha só pobreza
Manipulada,
Entre outras mil, és tu, Brasil, pátria roubada!
Dos corruptos deste solo és mãe gentil,
Pátria desamada, Brasil!

Dormindo eternamente em modo esplêndido
Ao som da mídia paga em véu profundo,
Ofuscas, ó Brasil, o florão da América,
Observado ao sol de todo Mundo!
Nesta terra, tanta intriga
Teus risonhos lindos campos poucos donos,
"Nossos governantes têm mais vida"
"Nossa vida", no teu seio, "mais credores"
Ó Pátria desamada, Idiotizada,
Salve! Salve!
Brasil, da impunidade seja símbolo
As falcatruas que comete o teu senado,
E diga o corporativismo desta trama -
Paz no futuro sem mandatos cassados.
E, se erguem da injustiça a clava forte,
Verás que os filhos teus fogem da luta
E temem quem os rouba até a morte,
Terra idiotizada
Entre outras mil, És tu Brasil, Pátria manipulada!
Dos corruptos deste solo és mãe gentil,
Pátria desamada, Brasil!

2 comentários:

  1. As vezes, quando eu olho pra voce, vejo tanta coisa nos seus olhos, nao sei se o que vejo é verdade, nao sei se o que sentes é saudades, o que nao vejo é maldade, sabe, la dentro, la no fundo eu vejo beleza, mais voce pode ter serteza, pode ate parecer durona que seja, mais para mim voce é como uma flor tão carente de amor, o que eu nao quero ver, é voce setir nenhuma dor, porque voce é especial pra mim!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Não fui eu! :-P Pelo visto não fui tão original! hahah

    Marinão, tem essa também, é o hino do emigrante (paródia do hino da independência):
    "E que se dane ó pátria amada, vou-me embora do Brasil". Vê se pode! hahah

    Bjos!

    ResponderExcluir

Sua opinião me interessa. Comente!